Pavilhão projetado para a Olimpíada tem fachada que se move conforme o ritmo da música | aU - Arquitetura e Urbanismo

Design

Notícias

Pavilhão projetado para a Olimpíada tem fachada que se move conforme o ritmo da música

Projeto do Estúdio Guto Requena usou cerca de 500 espelhos redondos na estrutura metálica colorida

Giovanna Gheller
29/Agosto/2016

Criado especialmente para o Parque Olímpico, no Rio de Janeiro, o The Dancing Pavilion, projeto do Estúdio Guto Requena, apresentou uma fachada capaz de mudar conforme o ritmo da música.

A estrutura foi concebida a pedido de uma marca brasileira de cerveja para abrigar shows e festas durante os Jogos Olímpicos. Seu funcionamento foi baseado no uso de sensores que, alocados na pista de dança, captavam a batida e a movimentação das pessoas. A partir daí, ativavam os motores responsáveis por acionar cerca de 500 espelhos redondos instalados na parte externa, de estrutura metálica colorida.

Durante o dia, o pavilhão cinético criou imagens gráficas, jogando com a luz e a sombra projetadas no chão e no entorno. À noite, feixes luminosos eram refletidos para fora, chamando atenção para a entrada do Parque Olímpico.

O projeto é resultado de dez anos de pesquisa sobre arquitetura híbrida, unindo o mundo real e o virtual e utilizando a tecnologia interativa para transformar a percepção do espaço.

Confira o vídeo de apresentação do projeto:



Destaques da Loja Pini
Aplicativos