Casa Chassi, de Bernardo Horta e Pedro Haruf, vence prêmio de bim.bon Senai | aU - Arquitetura e Urbanismo

Edifícios

Notícias

Casa Chassi, de Bernardo Horta e Pedro Haruf, vence prêmio de bim.bon Senai

Competição premiou ainda projetos de design de profissionais e estudantes de todo o País

Kelly Amorim, do Portal PINIweb
8/Junho/2015

O projeto da Casa Chassi, dos arquitetos Bernardo Horta e Pedro Haruf para a Feira Minascon em Belo Horizonte, ganhou na categoria Profissional a 4ª edição do Prêmio bim.bon Senai, que estimula a criação de projetos inovadores nas áreas de Arquitetura e Design.

A proposta vencedora consiste na construção de uma casa com submódulos de três por nove metros que viabilizam a criação de diversas plantas com diferentes tamanhos. O projeto premiado oferece ainda diversos tipos de cobertura, inclusive plana, para terraço, ou teto jardim, ideal para casas populares em contextos urbanos.

As habitações Módulo.Um, de Giulianno Camatta, Guilherme José, Marcos Franchini e Pedro Lodi, e Casa Y, de Christian D'Abruzzo e Roberto Branco, foram premiadas em segundo lugar em Arquitetura Profissionais.

Na divisão Design de Produto, a competição premiou na subdivisão Mobiliário o conjunto Mesa a Quatro Mãos e Cadeira Junta, de Lean Telles Xavier, que tem design divertido e conceito “faça você mesmo”. O produto oferece soluções de montagem e desmontagem e utiliza materiais recicláveis e com vida longa como madeira e alumínio. Já na subdivisão Iluminação, foi premiada a luminária Vaga Lumens, de Angelina Blömker, Bárbara Polidori Backes, Sérgio Backes e Conrado Novo. O produto combina tecnologia e inspiração na natureza, criando um sistema de sensores que avalia continuamente a luminosidade do ambiente e permite controlar a intensidade da luz necessária a cada momento.

Estudantes

Na categoria Estudantes, o prêmio de Arquitetura foi entregue à Casa Industrial, de André Braz, Cristiano Dayrell, Andreia Campos e Walisson Caetano, e à Casa Tetriz, de Ingra Arellano. A Casa Industrial pode ter unidades agrupadas em áreas urbanas e possui diferentes sistemas de controle de iluminação e de ventilação natural que permite criar configurações adequadas ao clima de cada região do país. Já a Casa Tetriz se baseia em dois blocos, social e íntimo, e utiliza materiais como madeira e aço, que contribuem para a dinâmica espacial tanto em implantações individualizadas quanto em conjuntos geminados.

Na categoria Design de Produto, Mateus Finotti Fontes foi o estudante vencedor em Mobiliário com a linha XisMonta, composta por uma mesa de jantar, com tampo redondo ou quadrado, e quatro cadeiras. O conjunto preza pelo design e pela facilidade de transporte, montagem e desmontagem, que podem ser realizadas sem a utilização de parafusos ou ferragens. Em Iluminação, a LightBox, de Vitória Procópio Cavalari, conquistou o primeiro lugar. Com sensores de luz, presença e temporizador, a iluminária acende automaticamente após a lâmpada do quarto ser apagada e permanece ligada por até 60 segundos, tempo suficiente para o usuário chegar à cama.

Entre as inscrições de estudantes, o Prêmio bim.bon contemplou ainda um projeto em Revestimento: o Colbie, inspirado nas colmeias e desenhado por Vitor Okuma Lonchiati, Mariane Lumi Mukai e Naomi Fukuyama Parra. A ideia considerou todos os critérios de avaliação, apresentando soluções de montagem, desmontagem, embalagem e análise do ciclo de vida do objeto com flexibilidade e personalização.



Destaques da Loja Pini
Aplicativos