Grimshaw é escolhido para projetar expansão avaliada em R$ 68 bilhões do Aeroporto de Heathrow, na Inglaterra | aU - Arquitetura e Urbanismo

Edifícios

Notícias

Grimshaw é escolhido para projetar expansão avaliada em R$ 68 bilhões do Aeroporto de Heathrow, na Inglaterra

Escritório competia com Zaha Hadid Architects, Benoy e HOK. Proposta será desenvolvida em parceria com Arup, CH2M, Mace e Turner & Townsend

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
20/Julho/2016

O escritório Grimshaw foi o vencedor do concurso para o projeto de expansão do aeroporto de Heathrow, em Londres, na Inglaterra. Ao lado dele, competiam Zaha Hadid Architects, Benoy e HOK. O investimento previsto no terminal é de 16 bilhões de libras esterlinas, cerca de R$ 68 bilhões.

A proposta era a criação de um espaço sustentável, que traria inovações de serviços aos passageiros, integração às comunidades locais e um mostruário do design britânico. Acessibilidade e flexibilidade também seriam fatores considerados.

"Grimshaw foi vitorioso na competição não apenas pelos seus conceitos visionários de design, que aumentaram os limites do que um aeroporto pode e deve ser, mas também por suas ideias únicas de como o [Aeroporto de] Heathrow poderia ser expandido de maneira sustentável, mas viável", disse o aeroporto, em nota.

Ainda foi divulgado um vídeo com o projeto da nova Área do Terminal Central, também desenvolvido pelo Grimshaw (veja abaixo). As imagens mostram um terminal expansivo, com instalações abrigadas debaixo de um grande telhado de vidro ondulado

O escritório de arquitetura reforçou a importância do projeto para o futuro do Reino Unido. "Nós acreditamos que a expansão do Heathrow é vital para a manutenção do lugar do Reino Unido na economia global, e estamos ansiosos para desenvolver um projeto que garanta um senso de espaço autêntico e unicamente britânico. Nosso conceito transmitirá ao passageiro uma experiência excepcional, construindo sobre a rica história do aeroporto, enquanto também estabelece um novo padrão para o futuro da aviação", reforçou Andrew Thomas, sócio do Grimshaw.

O projeto e sua construção serão executados pelo Grimshaw em parceria com Arup, CH2M, Mace e Turner & Townsend.