Pedra fundamental do Memorial às Vítimas do Holocausto é lançada no Rio de Janeiro | aU - Arquitetura e Urbanismo

Edifícios

Notícias

Pedra fundamental do Memorial às Vítimas do Holocausto é lançada no Rio de Janeiro

Projeto é do arquiteto André Orioli, vencedor de um concurso promovido pelo IAB em 1988

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
17/Julho/2017

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, lançou na última sexta-feira (14) a pedra fundamental do Memorial às Vítimas do Holocausto, que será construído no Parque Yitzhak Rabin, em Botafogo. O projeto foi desenvolvido pelo arquiteto André Orioli, vencedor de um concurso promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), em 1988.

Financiado por recursos privados, o monumento será construído no alto do Mirante do Pasmado e terá 22 metros de altura. Seu interior contará com anfiteatro, galeria para exposição e sala de mídia digital, além de área para solenidades, sala de mídias interativas, auditório com capacidade para 130 pessoas, sala de reuniões, administração e a galeria circular com espaço da Memória.

“A maior homenagem que podemos prestar aos seis milhões de mortos vítimas do nazismo é bradar ao mundo: Holocausto, nunca mais!”, disse Crivella, sobre o monumento que terá escrito em sua base um dos Dez Mandamentos, “Não Matarás”.

O idealizador da construção do monumento foi deputado Gerson Bergher, falecido no ano passado. Sua mulher, a atual secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Teresa Bergher, comentou que pretende trazer, para o local escolhido pelo marido para abrigar o memorial, um dos vagões dos trens que levavam prisioneiros aos campos de concentração.

Com a construção do memorial, o Rio passa a ser mais uma das grandes metrópoles que contam com homenagens às vítimas do holocausto como Londres, Paris, Berlin, Nova York e Washington.