Nova sede da Conectcar em São Paulo tem projeto assinado pelo Studio BR | aU - Arquitetura e Urbanismo

Interiores

Notícias

Nova sede da Conectcar em São Paulo tem projeto assinado pelo Studio BR

Com foco na otimização de custos e identificação da marca, a obra foi realizada em apenas 38 dias

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
21/Junho/2017

A nova sede da Conectcar, com projeto do Studio BR, foi inaugurada em março na Vila Olímpia, zona Sul de São Paulo. A arquitetura foi pensada para otimizar custos e permitir uma rapidez de execução, o que resultou em uma economia de 30% no valor final investido por metro quadrado, de acordo com os arquitetos, e na realização do projeto executivo em 20 dias e das obras em 38 dias.

O foco da arquitetura foi permitir a criação de espaços flexíveis que pudessem ser usados futuramente para uma possível expansão da área de forma rápida e eficiente. "O ''open space'' foi desenhado para abrigar as equipes atuais, com infraestrutura viabilizada para futuras expansões sem a necessidade de intervenções de obra", diz Bruna De Lucca, diretora do Studio BR. Todo o espaço foi pensado sem impor barreiras físicas entre hierarquias das equipes da empresa, mantendo até a presidência no mesmo espaço.

Apesar de ser aberto, o projeto é composto por um eixo de salas de reunião e salas de uso flexível posicionado próximo ao acesso à laje, o que evita, segundo o Studio BR, a circulação desnecessária em meio às áreas de trabalho. "Os espaços que registram a função e importância do trabalho colaborativo e inovação foram valorizados com um lounge-café munido de infraestrutura para notebooks e apresentações em equipes", destaca a arquiteta.

A proposta reutilizou grande parte da mobília já existente na antiga sede da Conectcar, em Barueri. Para o revestimento foram escolhidos materiais com alto desempenho e baixo custo, como é o caso de piso vinílico nas áreas da recepção e do lounge-café. "O cliente desejava efeito visual de cimento queimado. Como a aplicação de cerâmica ou do próprio cimento queimado exigiriam intervenções na altura final da laje e possuem custo elevado (em especial por não poderem ser reaproveitados após instalação), a solução que propusemos foi o uso de piso vinílico em placas sobre laje nivelada", detalha Bruna.

Outro destaque foi a marcenaria do lounge-café, cujos bancos, forro e aparadores utilizaram compensado naval e acabamento em verniz e lâminas de madeira em alguns pontos. De acordo com o Studio BR, o material é resistente à água, possui vida útil duas vezes maior que os demais compensados e é mais barato que o MDF e MDP. "O resultado estético também foi perfeito para o projeto, que buscava um ar despojado e jovem para esta área de atividades colaborativas e café", afirma a arquiteta.

A paleta de cores do projeto tem destaque para tons neutros e elegantes, com pequenos detalhes em cor, reafirmando o caráter jovem sem interferir no minimalismo inserido na sede.